Orlando Lima
 

Orlando Lima foi muito conhecido na cidade de Alvinópolis (MG) e também em toda região. Portanto é de bom alvitre registrar, através deste trabalho, tudo quanto é lembrado a respeito desse grande homem que ao longo de sua vida contribuiu no desenvolvimento da cidade de Alvinópolis (MG).

Orlando Lima (apenas a título de curiosidade ele foi bisavô materno de Marco Tulio Pettinato Pereira, autor desta pesquisa) nasceu no distrito de Santo Antônio da Vargem Alegre (MG), hoje Vargem Linda, no dia 02 de junho de 1899. Vargem Linda é um distrito que pertence ao município de São Domingos do Prata (M.G.).

Veja a página: "Vargem Linda"

Segundo depoimentos de familiares, ele chegou a trabalhar na cidade de São Domingos do Prata (MG), como eletricista.

Em meados de 1916, mudou-se para a cidade de Alvinópolis (M.G.) influenciado por Pedro Gomes Domingues (cirurgião-dentista).


Pedro Gomes Domingues (i.m.)

Veja a página: "Pedro Gomes Domingues"

Quando solteiro, Orlando Lima residiu em uma casa localizada em frente à igreja Matriz “Nossa Senhora do Rosário” em Alvinópolis (MG). Seu pai, Domingos Gomes da Silva Lima, quando lecionou em Alvinópolis, se hospedava juntamente com Orlando Lima nessa residência.

Foi um homem simples e honesto e pertencia a uma família tradicional e numerosa da cidade de São Domingos do Prata a qual se destacou em várias atividades no Estado de Minas Gerais.

Seu pai, Domingos Gomes da Silva Lima, pertencia ao mesmo tronco familiar do ilustríssimo Egydio Lima (conhecido como “Capitão Dico Lima”).


Egydio Lima (i.m.)

Veja a página "Egydio Lima"

O Capitão Egydio Lima foi testemunha de casamento de Orlando Lima com Petrina Lima que ocorreu no dia 27 de dezembro de 1923, em São Domingos do Prata (MG).

    Veja a certidão de casamento de Orlando Lima


Petrina Lima (i.m.) e Orlando Lima (i.m.)

O casamento civil ocorreu na casa dos pais de Petrina Lima, em São Domingos do Prata, no sítio localizado no Bairro Palmeiras.

Veja a página: "Petrina Lima"


Sítio do Palmeiras – São Domingos do Prata (MG)

O sítio pertencia ao irmão da mãe de Petrina Lima, chamado Antônio Gomes Lima. Para o casamento, vieram muitos convidados e houve um lauto jantar. A irmã de Orlando Lima, chamada Abigail Lima, ainda criança, chegou a declamar versos e poesias para os convidados. À época, a residência era um sobrado de estilo clássico.

 A título de observação, é provável que Orlando Lima e Petrina Lima foram descendentes do Capitão João da Cunha Athayde e D. Escolástica.

Segundo depoimentos de alvinopolenses, Orlando Lima na década de 20 trabalhou como transportador de passageiros e também de cargas. Ele possuía duas carroças de luxo para transportar passageiros para as cidades vizinhas (como Dom Silvério) e uma charrete para transportar as cargas (como material de construção). Ele possuía dois ajudantes (um de nome “Paulo” e o outro chamado José Cesário dos Santos).

Era na Praça Bias Fortes da cidade de Alvinópolis (MG) o local onde ficavam as tropas de charretes e onde tratavam e arriavam os animais.

Logo após ter se casado residiu na Avenida Antonio Carlos próximo ao Grupo Escolar “Monsenhor Bicalho” em Alvinópolis. Lá ele abriu uma banca de jogos (como damas, sinuca, baralho, etc). Os tabuleiros de damas eram em madeira e importados.

Para ele, jogar damas era um hobby. Além disso, gostava de ensinar aos alvinopolenses as regras dos jogos.

Na Avenida Antônio Carlos, aonde residia com a esposa, nasceram seus filhos que são:Maria (i.m.), Lígia, Nílcea, José (i.m.) e Geraldo (i.m.).


  Conheça a segunda parte da biografia de Orlando Lima

 

Inicio / Família Gomes Lima / Heráldica do sobrenome Lima / História de São Domingos do Prata / Domingos Gomes da Silva Lima / Filhos de Domingos Gomes da S. Lima / Orlando Lima / Família Pettinato: Luís Pettinato Vieira